Friday, 25 July 2008

Gonçalo Amaral refused proposal from British newspaper

A British newspaper offered Gonçalo Amaral a large amount of money to have the exclusive for the publication of extracts from his book, the former PJ investigator revealed yesterday, at a Press Conference, just before the launching of “The Truth of the Lie”. One of the four British journalists that were at the Press Conference, asked Mr. Amaral what were his feelings about “people that accused him of profiting from the tragedy of a child.”

Mr. Amaral answered saying that “there is an English newspaper that I believe is represented here, but I will not mention the name, that not long ago, has made a high priced offer for the exclusive rights to publish extracts of the book, before its launching – an offer I refused.” The former PJ investigator also said that “in life, money isn't everything, dignity and honour are also very important.”

1 comment:

Anonymous said...

Ontem já tive acesso ao livro,eu cidadã comum.Comecei a lê-lo e gosto da maneira como está escrito.
É importante!

Acontece que ontem eu não "estava gente" devido a um extremo cansaço físico por razões particulares.

Mas assisti à entervista na 1;assisti às declarações na Sic

e a 1 reportagem na I.

*********+++++++++++********+++++++

Estava tão cansada que ontem nem vim ao comp.

Nem quando ,ouvi pasmada o fel do "raios,coriscos e trovões". So unfair,que injustiça e tanta maldadezinha.E pagam, para dizer só o que pensa pessoalmente.
Disse e foi-se,pois está de "vacanças". Se tenho medo de ser mais clara?Tenho!É mau;é perigoso;ataca; se é tocado aí vem mais raios,coriscos e trovões.É um mete medo.Pode ser mau,muito mau o menino.É daqueles que não quer que lhe apontem os defeitos e os maus actos.Mas é do género "mauzinho e tortinho de todo"
--------------------------------
G.A., do que vi foi um verdadeiro SENHOR!Sabe como estar;sabe como dizer;sabe falar;sabe escrever.Tudo com muito bom senso.
Porque cautela e caldos de galinha sempre fizeram bem. E sabe tão bem ver pessoas educadas;falando num tom calmo e educado.

Ao contrário daqueles que logo na facies revelam a snobeira e o fel extremo.

Anónima,pois não!Puxa!Tenho medo do menino m.

Anónimamente acabo.Puxa!

(estou em stress,por razões particulares,de modo que copiei o que escrevi para a J. e C.)